Bebés,  Mães e Bebés,  Pós-Parto

Dermatite da Fralda

A assadura da fralda é o nome que popularmente chamamos à dermatite da fralda!

Aparece na região coberta pela fralda e normalmente tem o aspecto de uma irritação/vermelhidão da zona descrita.

Na maioria das vezes deve-se ao contacto prolongado com urina e fezes (os famosos xixis e cócós),  que não tem de ser necessariamente falta de higiene por parte dos pais.

A dermatite da fralda é uma lesão dermatológica e é das mais comuns nos 2 primeiros anos de vida. Apresenta uma maior incidência entre os 9 e os 12 meses de vida, embora seja menos frequente durante o aleitamento materno. Esta maior incidência, deve-se a dois factores :

  • a introdução de alimentos novos que podem alterar as características dos xixis e dos cócós.
  • o bebé está mais frequentemente no chão (gatinhar, rebolar ou a andar) inevitavelmente coloca as mãos na boca cheias de microorganismos, microorganismos esses que se transformam em agentes patogénicos e atacam a pele nas zonas mais sensíveis.

A dermatite da fralda aparece também noutras idades, em pessoas que necessitem usar fralda.

As causas da assadura/dermatite da fralda são normalmente por:

  • Contacto prolongado com os xixis e os cócós;
  • Excesso de humidade quer pela urina, quer pelo suor da zona coberta pela fralda;
  • Fricção pelo tamanho inadequado da Fralda;
  • Alergia a substâncias que constituem a fralda;
  • Infecção por fungos ou bactérias;
  • Pele atópica ou seborreica;

Os sinais que não deixam dúvidas que o seu bebé está com uma assadura são:

  • Zona com vermelhidão, que pode até parecer mais “brilhante”;
  • Conjunto de pequenas “borbulhinhas” vermelhas;

A lesão pode causar dor ou desconforto ao bebé, apresentando-se mais irritado e chorando mais vezes do que o habitual (coincide por norma quando faz xixi)
A mudança da fralda, pode tornar-se mais difícil e o bebé chora mais intensamente durante o processo. Se o seu bebé já se encontra nesta fase, o ideal é pedir ajuda ao Pediatra e começar a tratar!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Tal como o ditado diz “prevenir é o melhor remédio”, sendo assim:

  • Mude de fralda com frequência (mínimo 8 fraldas/dia)
  • Use a fralda adequada, quer no tamanho ou no tipo (descartável ou de Pano)
  • Limpe com água morna ou águas de limpeza próprias para o efeito, tente eliminar os resíduos de urina e fezes sem esfregar ou friccionar;
  • Seque bem as preguinhas, entre as nádegas e se tiver um rapaz por baixo dos testículos;
  • Areje  o local sempre que possível (atenção com os xixis surpresa dos rapazes;
  • Aplique um creme regenerador da pele, de modo a criar uma proteção transparente, entre a pele do bebé e os “agressores” (Xixis, cócós e suor)

One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *