Bebés,  Blog,  Crianças,  Familia,  Noticias

Autismo – Dia Mundial de Consciencialização do Autismo

O autismo é uma perturbação do desenvolvimento infantil, que habitualmente tem inicio nos primeiros três anos de vida e que afeta uma em cada mil crianças em Portugal, tendo uma maior predominância no sexo masculino

TEA – Transtorno do Espectro Autista, é um conjunto de perturbações neuropsiquiátricas do desenvolvimento da criança resultantes de disfunções do desenvolvimento do sistema nervoso central Há cinco tipos de perturbações, mas os principais são o autismo clássico, o síndrome de Asperger e o Transtorno Global do Desenvolvimento.

A origem do autismo deve-se a diversos factores, englobando a relação de factores descritos abaixo:

– Genéticos: Factores complexos, uma vez que não há um gene específico associado ao transtorno do espectro autista, e sim uma variedade de mutações e anomalias cromossómicas que vem sendo associadas a ele. Em relação ao género, a proporção é de meninos 4:1 meninas.

– Neurológicos Há maior prevalência de TEA associados a atrasos cognitivos e quadros epilepsia, por exemplo .

– Ambientais: Interação de genes com o ambiente, infecções e intoxicações durante o período pré-natal, prematuridade, baixo peso e complicações no parto, idade avançada dos pais (qualquer dos pais) são alguns dos factores que podem contribuir negativamente.

Nem sempre é fácil detectar nos primeiros anos de vida, o Autismo. Por 2 vezes, nas minhas aulas de yoga4babies, presenciei comportamentos em 2 bebés que me despertaram a atenção. Numa estava certa! No final da aula, falei com os pais disse-lhes que não tinha certezas, mas que os pais deviam procurar um especialista e despistarem a doença. Após alguns meses, confidenciaram-me que as minhas dúvidas se confirmavam. Com o outro bebé, tive o mesmo comportamento, abordei os pais, mas eles ficaram “aborrecidos” comigo e não voltaram mais as aulas. Para os pais é um choque, e por vezes eles próprios até já se aperceberam de alguns comportamentos duvidosos e acabam por não dar importância e vão negando a si mesmo, as suspeitas!

Quando deve ficar em alerta e levar o seu bebé a um especialista, mas atenção que há crianças que tem um ou mais destes sinais e não quer dizer que tenha Autismo, dai a importância de uma avaliação mais aprofundada:

  • Por volta dos 6 meses, ainda não sorri, ou apresenta outras expressões quentes, alegres dirigidas às pessoas. Contacto visual limitado ou inexistente
  • Por volta dos 9 meses não “palreia”, e não sorri
  • Por volta dos 12 meses continua a não verbalizar nenhuma palavra, não usa gestos para comunicar (apontar quando quer alguma coisa), não responde ao nome, quando chamado
  • Por volta dos 16 meses, não verbaliza qualquer palavra
  • Aos 24 meses dificuldade em verbalizar 2 palavras seguidas
  • Em qualquer idade:
    • Evita contacto visual e prefere ficar sozinho;
    • Permanece não verbal ou atrasou o desenvolvimento da linguagem;
    • Fica perturbado por pequenas alterações na rotina ou arredores;
    • Repete palavras e frases mais e mais (ecolalia)
    • Realiza comportamentos repetitivos como bater, balançar ou girar
    • Tem reações pouco comuns e muitas vezes intensas a sons, odores, sabores, texturas, luzes e / ou cores
    • Tem interesses muito restritos

Espero que tenha ajudado, curiosamente li mais sobre o assunto, quando acompanhei a série de Parenthood, que conta a história da família Braverman, em que um dos irmão tem um filho em com Síndrome de Asperger.

Hoje comemora-se o Dia Mundial de Consciencialização do Autismo

Foto: oimparcial

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *